Escola de Apostas - ApostaFeita

A maioria dos apostadores profissionais usam um sistema de unidades definido, que variam de acordo com o tamanho do bankroll. Isso faz com que eles tenham um maior controle sobre os ganhos/perdas e permite colocar apostas proporcionais aos seus banks e suas confianças.

Além disso, eles conseguem determinar um valor ou um período para realizarem saques dos seus lucros.

Exemplo:

Você tem um bankroll de R$1000 e pode determinar duas maneiras para sacar seus lucros. Ou define um valor específico, como quando atingir R$1500, por exemplo. Ou um período, como, por exemplo, de mês em mês.

 

Unidades de Apostas

Atribuir unidades para suas apostas pode ser útil, já que torna o apostador menos propenso a fazer uma aposta num valor muito alto, que seu bankroll não suporta a longo prazo. Para isso, pode ser utilizado uma unidade máxima e uma mínima, como, por exemplo, de 1 a 10 unidades.

Quanto mais disciplinado, menor será a porcentagem do bankroll para cada unidade. Assim, fica [muito] menos provável que faça uma aposta maior ou menor do que sua confiança e o quanto apostar em cada evento estará muito mais claro em sua mente.

Exemplo:

Você pode ter um stake que varia de 1 a 5 unidades. Cada unidade equivale a R$20. Neste caso, a aposta mínima seria de R$20 e a máxima seria de R$100.

 

Critério de Kelly

O Critério de Kelly é uma forma usada para determinar o quanto de risco você pode correr numa aposta. A fórmula leva em conta a odd da aposta, a probabilidade de vencer e a de perder. O Critério de Kelly garante que todo o bankroll nunca será perdido numa única aposta e contribui para aumentá-lo de forma constante. A desvantagem do Critério de Kelly é que não há maneira de assegurar que o dinheiro não será perdido. Na verdade, há 1/3 de chance de reduzir o bankroll pela metade antes dele ser duplicado.

Sistema Martingale

O Sistema Martingale sempre é associado à roleta, mas também pode ser aplicado em qualquer tipo de aposta. Este sistema funciona, basicamente, dobrando o valor apostado a cada aposta perdida. Se as odds forem de 2.00 ou superior, na teoria, o apostador nunca sairá com prejuízos, já que, quando acertar, receberá pelo menos toda a quantia apostada anteriormente mais um valor de lucro, que, se a odd for exatamente 2.00, será equivalente ao valor utilizado na primeira aposta.

Porém, nessa teoria, o apostador tem um bankroll ilimitado para sempre cobrir a aposta seguinte, até que, enfim, acerte uma. Mas sabemos que na realidade não é bem assim, e um bankroll pode ser totalmente perdido ou atingir a aposta máxima permitida pela casa de apostas, por isso o Sistema Martingale não é recomendado, já que pode-se perder o controle facilmente e depois não conseguir mais cobrir.

Exemplo:

Você aposta R$1 e perde.

Aposta R$2, mas perde.

Então, aposta R$4 e também perde.

Aposta R$8 e, finalmente, ganha.

Você teve um lucro de R$8 na aposta vencedora, o qual, após as três apostadas que foram perdidas anteriormente (1 + 2 + 4 = 7), o deixou com R$1 de lucro, que foi o valor apostado na primeira aposta.

 

Outros Sistemas de Staking

Alguns apostadores apostam sempre o mesmo % do bankroll em todas as apostas. Por exemplo, sempre colocam apostas de 5% do bankroll, o que quer dizer que durante bad runs a unidade será reduzida e durante as fases boas a unidade será aumentada.

O único problema desse sistema é que ele não leva em conta o quão confiante o apostador está em fazer determinada aposta. Muitas vezes pode ser necessário alterar ligeiramente o sistema, para também levar em conta a confiança, conseguindo tirar mais proveito do conhecimento do apostador. Três níveis de confiança podem ser atribuídos, com 7,5% do bankroll nas apostas de maior confiança, 5% do bankroll nas apostas de confiança média e 2,5% do bankroll nas apostas de menor confiança. As porcentagens exatas utilizadas podem variar de acordo com a preferência do apostador.

Apostas Sensatas

A chave para administrar o dinheiro é apostar sempre de forma sensata, mas sabemos que isso não é fácil. A principal regra a levar em conta é sempre ter em mente que qualquer aposta pode ter um resultado negativo. Apostas devem ser vistas mais por diversão do que qualquer outra coisa, e quando está deixando de ser divertido, é hora de dar um tempo e buscar novos ares para se acalmar.

Apostar todo o bankroll (fazer all in) nunca é uma boa ideia. No entanto, perder uma aposta em que estava confiante, pode levá-lo a fazer esse tipo de aposta para recuperar perdas anteriores. Então, é importante ter essa regra em mente e saber que mesmo com muita confiança, a aposta pode ser perdida.

Perseguindo Perdas

Este é o maior erro que um apostador pode cometer. Perseguir perdas é quando se tem uma sequência negativa ou até mesmo em uma aposta alta perdida e tenta recuperar tudo o que foi perdido em uma ou em poucas apostas, apostando em eventos que normalmente não se apostaria e em quantias muito maiores do que a que está acostumado a apostar.

A melhor forma de evitar esse tipo de erro é definir exatamente o quanto você vai apostar em cada já aposta no início do dia e, de preferência, o que você espera das odds (de forma que você não aposte a mais para compensar uma odd menor do que a que você estava a espera). Siga isto de forma rígida e não terá maiores problemas.

Se você acredita que não consegue controlar suas emoções, então coloque todas suas apostas do dia pela manhã e não confira os resultados até a noite, quando todos os jogos estiverem terminados e não tiver mais onde apostar. Se, no fim, você perdeu dinheiro, não terá onde fazer apostas para recuperá-los. Vá dormir e volte, de cabeça fria, no dia seguinte.

Possibilidade x Probabilidade

Uma boa maneira de determinar o quão confiante você está em uma aposta e, portanto, o quanto você deve apostar nisso, é considerar, hipoteticamente, quantas vezes você acha que o resultado poderia ocorrer a cada 10 vezes que o mesmo evento acontecer. Nessa hipótese, quanto mais vezes você prever que o resultado pode acontecer, melhor será sua aposta.

Então, você tem que considerar o valor para poder considerar quantas vezes você acha que o evento irá ocorrer e compará-lo com as odds disponíveis. Algo que você espera que aconteça cinco vezes em dez, mas está pagando apenas 1.80 para a aposta. Então, esta não é uma aposta tão boa quanto alguma que você só espera que aconteça uma vez a cada dez, mas está pagando 20.00. Quanto melhores as chances comparando-as às odds, mais unidades devem ser atribuídas à aposta.

Exemplo:

Você acredita que um time pode vencer em 5 vezes, se acontecesse o mesmo evento dez vezes.

ODDS SEGURAS: Se as odds forem 2.00

5 vitórias a 2.00 = +5, mas 5 perdidas = -5 => saímos com um saldo de 0

ODDS RUINS: Se as odds forem 1.50

5 vitórias a 1.50 = +2.5, mas 5 perdidas= -5 => saímos perdendo 2.5 do nosso montante inicial de 10.

BOAS ODDS: Se as odds forem 3.00

5 vitórias a 3.00 = +15, mas 5 perdidas= -5 => 10 de lucro do nosso montante inicial de 10.

Como avalia este Capítulo: [ratings]